Design sem nome.png

Salve, pessoal!

Eu sou Rody Cáceres. Graduando em Letras e Gestão Comercial, trabalhei por doze anos vendendo páginas amarelas, histórias novas e antigas, no comércio de livros. Adentrei na escrita pela poesias quando publiquei "Para Onde Foram os Heróis?". Logo em seguida lancei "O Voo do Balde" enquanto escrevia meu primeiro romance "Nunca Vou te Deixar". E participei com um conto e um poema em um coletânea do grupo de escritores “Poetas de Pijamas”.
Um dia em uma ida a contragosto à padaria um pensamento me veio: os refugiados são como baratas para os países grandes. E foi daí que saiu a ideia para “A Barata Pacifista”, meu xodozinho literário, editado e distribuído pela Fugitivo Literário. 
Mais recentemente, lancei o conto “O Curandeiro” pela Amazon KDP e continuo escrevendo em meio a todo o caos que somente o capitalismo pode nos proporcionar. 
Agora, uma tentativa de hipnose: leia Rody Cáceres, leia Rody Cáceres, leia Rody Cáceres... repita até sentir uma tontura.

  • Preto Ícone Facebook
  • Instagram
  • Preto Ícone YouTube
Livros
A Barata Pacifista
1547058929.png
1623948751.png
Sinopse

Do que você tem medo?

O que faz os pelos dos seu braço se arrepiarem? Uma das respostas mais comuns é: baratas. Em uma lista de horrores modernos, ela aparece ao lado do avião, da altura, da morte, do sangue e, pasmem, do escuro. Não é uma injustiça com a pobre cascudinha? Acredito que você também tem medo de ficar sozinho em casa. Eu tenho. Desde pequeninho.

Mas, sabe, depois que ouvi essa estória, passei a esperar com ansiedade por um momento sozinho em casa. Tá curioso? Quer conhecer a estória de Roger e de toda a turma? Posso contar, sem problemas, sem pressa.

Adianto que nossa aventura é sobre a coragem de enfrentar o desconhecido para encontrar um meio de bem viver com todos.

Leia em voz alta ou peça para quem está lendo usar um volume de voz mais alto. Deve haver alguma cascudinha por perto, e acredito que ela também vai se interessar pelo que vamos contar agora...